Descubra como estruturar uma política de home office!

política de home office

Descubra como estruturar uma política de home office!

O cenário de pandemia tem levado as empresas a buscar por soluções inovadoras ao gerir suas equipes. Uma delas é o trabalho remoto, que assegura a saúde dos colaboradores e permite que as operações da organização continuem em execução. Porém, para colher o melhor dessa situação, é fundamental investir em uma boa política de home office.

O trabalho virtual não deve ser levado de maneira informal por líderes e gestores. Ele deve ser estruturado de acordo com o propósito organizacional, as necessidades das corporações e as de seus funcionários. Para que você possa fazer isso de maneira adequada, uma série de sugestões foram separadas neste artigo.

Portanto, se você deseja manter seus resultados durante o home office, continue lendo!

Como o home office tem abrandado os efeitos do coronavírus?

O home office já era uma alternativa para algumas organizações. Em 2019, 4,5 milhões de brasileiros já o faziam. Porém, antes da pandemia, ele era uma aposta para trabalhadores que precisavam de flexibilidade no dia a dia ou que executavam serviços esporádicos para a corporação. Hoje, ele é totalmente recomendado.

Seguindo as recomendações da OMS (Organização Mundial da Saúde), muitas empresas precisaram mudar seu regime de presencial para virtual. Contudo, isso não impediu que algumas continuassem a produzir. Adotar reuniões virtuais para monitorar o progresso dos setores se tornou um passo essencial, mas muitas outras atitudes podem ser tomadas para otimizar os resultados.

Como estruturar uma política de home office que garanta a produtividade?

Aos poucos, os brasileiros que não estavam acostumados a trabalhar remotamente se adéquam a essa realidade. Alguns, inclusive, acreditam que essa forma de se relacionar profissionalmente poderia se tornar a única. Independentemente do que o futuro reserva, é interessante conferir dicas para estruturar uma política de home office eficiente.

Garanta o suporte adequado

Ainda que, em geral, os colaboradores tenham que realizar tarefas por meio de seus computadores pessoais, é fundamental que eles sejam direcionados por seus líderes. Por isso, confira se todos os softwares da empresa operam na nuvem e se é possível acessar com facilidade as ferramentas necessárias para produção. Caso a resposta seja negativa, contate um profissional de TI para ajudá-lo.

Além disso, certifique-se de que os funcionários possuem condições estruturais para trabalhar. Um bom computador / notebook, mesa e cadeira adequadas, por exemplo, são suportes fundamentais para um ambiente saudável, além de contribuir para a qualidade e produtividade.

Defina papéis e revise metas para o período de home office

Ainda que muitos projetos possam ter continuidade durante o home office, redefinir as metas é imperativo. Afinal, além de estarem, possivelmente, lidando com novidades na forma de trabalhar, os colaboradores podem estar sensibilizados. É importante respeitar suas inseguranças e dificuldades nesse momento.

Por isso, não assuma que sua produtividade será exatamente como era no escritório. Ainda que seja possível otimizá-la, cobrar demais as equipes pode gerar maus resultados. Para facilitar o processo de alcançar objetivos, defina papéis para cada funcionário de forma clara, escute suas sugestões e respeite limitações.

Faça reuniões virtuais periódicas para investir em comunicação

A comunicação é um dos pilares do bom andamento dos negócios. Se antes reuniões periódicas eram fundamentais para alinhamento de estratégias e tarefas, agora elas se tornam ainda mais importantes, afinal, é preciso mostrar ao colaborador que empresa e equipe estão juntas, mesmo que seja de forma remota. Uma vez que existem dezenas de opções de aplicativos que permitem  reuniões virtuais, invista nelas para manter todos a par do que deve ser realizado. Além disso, aproveite os encontros on-line para coletar feedbacks e monitorar resultados.

Adeque-se às exigências legais

Uma política de home office adequada deve seguir todos os requisitos legais. Desde o respeito ao horário do expediente dos colaboradores até a proteção de dados on-line, como regula a LGPD — a Lei Geral de Proteção de Dados —, as legalidades devem ser atendidas pelos supervisores.

Ofereça treinamento para desenvolvimento de novas habilidades:

Muitas pessoas possuem dificuldades para enfrentar mudanças. Imagine, boa parte dos processos e tarefas que eram comuns em suas rotinas, agora precisam ser reestruturados, para se adequar ao novo formato de trabalho. Nessas horas, uma parcela da equipe se desmotiva, consequentemente a produtividade também se esvai. Por isso, é importante que a liderança construa uma trilha de desenvolvimento e reconhecimento de habilidades e competências dos seus funcionários. Isso pode contribuir para que a equipe tenha mais segurança em suas ações e estejam prontos para enfrentar o novo.

Os benefícios de seguir uma política de home office estruturada são muitos. Eles incluem redução de custos, manutenção da produtividade, comunicação por meio de múltiplos canais e inovação. Por meio das dicas acima será muito mais simples acessá-los, gerir seus colaboradores e garantir bons resultados nesse momento!

Se você gostou deste conteúdo ou conhece mais dicas para home office, não deixe de comentar abaixo!

Sem comentários.

Postar um comentário